Sobre a editora

ALIS
“Pássaros têm asas,
crianças têm livros”

Era uma vez uma menina, que no meio do século XX, no meio de um país chamado Brasil, no meio de um estado – Minas Gerais, e no meio de uma cidade – Belo Horizonte…

Adorava livros!

Esta menina não gostava só das histórias que os livros contavam. Ela gostava muito de acariciar as páginas dos livros, sentir sua textura acetinada, cheirar o livro… E pensava – Ai, que cheirinho bom! A menina também gostava de apreciar as ilustrações… Como eram coloridas e bonitas!

Esta menina tinha duas irmãs. O pai dizia que era a casa das três meninas. A menina que gostava muito dos livros, gostava também de ler para as outras irmãs pequenas. E ela foi crescendo e lendo, lendo, cada vez mais.

Quando ela se tornou adulta, sua irmã do meio resolveu que ela tinha de escrever um conto para um concurso literário. Ela não estava muito contente com a ideia. Não gostava muito de enfrentar competições. Não é que ela acabou escrevendo um conto, ganhou o concurso por unanimidade e recebeu o premio no Palácio das Artes? O conto se chamava “Um Jardim sob a chuva”.

Depois disso, ela foi redatora de jornal, escreveu peças teatrais para as crianças do condomínio onde morava – Retiro das Pedras. E escreveu um livro – “A Super Pipa”. Mais tarde, esse livro foi escolhido para fazer parte de um programa fantástico da Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais que foi a de criação de acervos para todas as salas de aula do estado e se chamava – “Cantinho da Leitura”!

Então esta menina, que já tinha se tornado mãe e dona de casa, resolveu abrir uma editora: A ALIS EDITORA e publicar muitos livros para encantar as crianças.

Educar para a leitura não é a mesma coisa que ensinar a ler. Sabendo o quanto é difícil para o professor despertar nas crianças a vontade de ler, ALIS pretende:

– Fazer com que o jovem leitor descubra o valor da leitura através de livros que desvendem um universo povoado de personagens diversos, enredos atraentes e situações surpreendentes

– Disponibilizar um material cultural que crie um vínculo indestrutível entre o leitor e o livro, de forma que dure por toda vida

– Oferecer ao leitor livros que focalizem novas descobertas, conflitos, sonhos, amor e aventuras – um passaporte livre para a emoção

– Encantar o leitor por meio dos sentidos: visualmente, com ilustrações que componham a história e viabilizem as fantasias pessoais; pelo tato, com papel que acaricie as mãos

Alis acredita que um bom enredo, personagens diversos e bons argumentos somam valores e virtudes como:

  • Amizade
  • Alegria
  • Autenticidade
  • Cidadania
  • Coragem
  • Estética
  • Ética
  • Espiritualidade
  • Humildade
  • Moral
  • Meio Ambiente
  • Simplicidade
  • Solidariedade
  • Prêmio Jabuti

R$ 22,50

As aventuras do

Pequeno Metheoro

Chicolelis

Theo é filho de um casal de amigo. Aos seis anos, pedia que lessem para ele o meu “Pra fora Rex”. Quando conheci, anos depois, me perguntou se escreveria um livro para ele. O tema? Meteoro, respondeu. Então Theo, ai está o seu livro. “As aventuras do Pequeno Metheoro”. Espero que goste tanto quanto do Rex.

OUTROS LIVROS DA ALIS: